terça-feira, 31 de maio de 2011

eu consigo.

Eu já não aguentava nem mais um minuto. Aquilo acontecia-me frequentemente quando não tinha um tempo para mim. Mas não falo daquelas pausas para falar uns minutos ou ver televisão um meia horinha.. eu precisava mesmo de sair, precisava de ver gente, ouvir berros, estar stressada, falar com desconhecidos para perguntar uma informação qualquer. Eu já não podia ver livros, folhas, ppt's, canetas, réguas. Eu já não pensava em mais nada senão em sair dali. Eu pedia milagres dentro da minha cabeça. O problema era esse.. eu pedia sempre milagres quando me encontrava naquela situação; eu pedia sempre ajuda, mas o que eu devia ter feito, era simplesmente organizar-me. Era sempre em cima da hora, era sempre tarde demais. 'Nunca é tarde demais.' diz-se por aí.. será? será mesmo que nunca é tarde demais para emendar um erro cometido infinitas vezes? A força de vontade tem de estar primeiro; antes de rua, antes gozos, antes da brincadeira, antes das voltinhas mesmo que pequenas, antes de nós sem responsabilidades.. mas as coisas são mesmo assim. Calma.

Respirei, vária vezes. Fechei os olhos e pensei:


"Eu consigo, ainda não é tarde demais!"

3 comentários:

  1. Nunca é tarde de mais se valer a pena :)

    Gostava que lesses o meu blog no Sapo e deixasses a tua opinião: http://umeusentimental.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar